Ainda a lei

Já aqui tinha explicitado as minhas reservas em relação ao projecto de governo para a nova Lei das Finanças Locais. Volto ao tema, porque há coisas que têm que ser denunciadas. O governo fez uma boa operação de charme fazendo passar a ideia que estava a dar mais poder às autarquias na questão do IRS. Mas a verdade é que no global as transferências para as autarquias vão diminuir em cerca de 5%, o que significa que o governo vai reduzir a fatia de transferências e consequentemente o peso desta fatia no orçamento de estado. Não admira por isso que os autarcas já estejam contra. Afinal é uma lei que pouca interessa às autarquias. E de minha parte só vai merecer denúncia.

Alentejo

Alentejo terra de vento e silêncio
onde o Homem semeia a Palavra
Alentejo terra de sonho e sofrimento
onde o poema tem sede de flores
e rios. Como quem faz um pão,
escrevo à sombra das tuas oliveiras.

E canto o vôo altivo das cegonhas.
Esta leveza de viver em ruas brancas…

Luís Filipe Maçarico (1994)

Perdas

É comum admitirmos que um aluno aprovado em 1960 ou em 1970 com a 4ª classe tinha na sua formação um nível de conhecimentos que hoje um aluno com o mesmo número de anos de escolaridade não tem. Ou que um aluno aprovado em 1960 ou em 1970 com o 5º ano tinha uma formação melhor que hoje um aluno com o 9º ano. Portanto alguma coisa se perdeu pelo caminho.